A utilização de lentes de contato para os dentes

Um dos principais procedimentos de estética dentária são as “lentes de contato dental“. Esse tratamento atende pelo nome técnico de “laminados cerâmicos ultrafinos”, que nada mais são do que lâminas cimentadas sobre os dentes do paciente a fim de deixar o sorriso mais simétrico e bonito. Essas facetas têm entre 0,2 e 0,5 milímetros de espessura, e por serem tão finas são assim comparadas às lentes de contato destinadas aos olhos.

Após um exame detalhado do cirurgião-dentista é que se indica ou não o uso dessas facetas. Para se estabelecer um plano de tratamento adequado,o especialista utiliza  raios X, executa um molde da boca e faz uma análise completa do sorriso, avaliando quais são as alterações necessárias conforme cada paciente. Com essa análise é que as lentes são então produzidas pelo protético.

Entre as principais funções das lentes pode-se citar: o fechamento de espaços; o aumento dos dentes tanto em altura quanto em largura; correção de dentes desgastados, lascados ou quebrados; além de alterações e ajustes suaves de coloração. Pacientes que sofrem com modificações acentuadas na cor dos dentes são contraindicados para esse procedimento, existindo conforme avaliação, outros tipos de tratamentos indicados.

As lentes de contato dental possuem uma alta durabilidade, porém sempre exigindo do paciente uma série de cuidados para que não sejam danificadas rapidamente. Sua duração depende diretamente da higiene bucal (escovação e uso de fio dental) e de visitas periódicas ao dentista. Certos costumes encurtam consideravelmente a vida útil das “lentes”, como roer unhas, morder alimentos ou objetos duros e o consumo elevado de produtos capazes de provocar manchas, como café e cigarro.

Fonte: Saúde Abril

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.