A língua é tão importante quanto os dentes na hora da escovação

Escovar os dentes regularmente, principalmente após as refeições, é algo que já estamos cansados de escutar. Entretanto, a higienização da língua durante a escovação é algo que muitas vezes se esquece de fazer. Assim como os dentes, a língua participa do processo de mastigação, o que implica em alguns cuidados de higiene.

No momento em que colocamos algo na boca, os alimentos ativam as papilas gustativas localizadas na língua, que ativam estímulos nervosos no cérebro constituindo o reconhecimento do nosso paladar. Desse modo, a língua também acumula restos e resíduos de comida, se tornando um depósito potencial para bactérias, podendo causar diversos problemas, como o mau hálito por exemplo.

Uma língua saudável deve ter uma cor mais rosada, ser macia e possuir relevos espalhados pela sua lateral. Um dos sinais de que a higiene nesta parte da boca não está sendo realizada de forma adequada é o aparecimento do “biofilme lingual” (conhecido também como saburra), que nada mais é do que uma crosta branca que aparece na parte superior da língua. Alguns dos fatores que contribuem para o desenvolvimento dessa saburra são: descamação de células da mucosa bucal, acúmulo de bactérias e diminuição da saliva. Se a higiene da região não for executada corretamente, os micro-organismos que ficam alocados na língua criam as condições ideais para gerar odor desagradável. À medida que essa placa na língua aumenta, pior tende a ser o mau hálito.

Fonte: Saúde Abril

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.